Itapejara d'oeste, 04 de julho de 2020

Dados Indicadores

Área – 257,1 km²

IDHM 2010 – 0,731

Faixa do IDHM – Alto (IDHM entre 0,7 e  0,799)

População (Censo 2010) – 10.531 hab.

Densidade demográfica – 40,96 hab/km²

Ano de instalação – 1964

Microrregião – Pato Branco

Mesorregião – Sudoeste Paranaense

 

POPULAÇÃO ESTIMADA 2014

População estimada 2014 11.335
População 2010 10.531
Área da unidade territorial (km²) 254,014
Densidade demográfica (hab/km²) 41,46
Código do Município 4111209
Gentílico itapejarense
Prefeito                                                                                                    AGILBERTO LUCINDO PERIN
 

 

IDHM

RENDA – LONGEVIDADE – EDUCAÇÃO
Ano  –  índice

1991 – 0,466

2000 – 0,608
2010 – 0,731

 

COMPONENTES

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Itapejara D’Oeste é 0,731, em 2010. O município está situado na faixa de Desenvolvimento Humano Alto (IDHM entre 0,7 e 0,799). Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,189), seguida por Longevidade e por Renda. Entre 1991 e 2000, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,209), seguida por Renda e por Longevidade.

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal e seus componentes – Itapejara D’Oeste – PR
IDHM e componentes 1991 2000 2010
IDHM Educação 0,263 0,472 0,661
% de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo 18,32 29,20 43,66
% de 5 a 6 anos na escola 35,34 46,29 100,00
% de 11 a 13 anos nos anos finais do fundamental ou com fundamental completo 59,60 83,53 93,63
% de 15 a 17 anos com fundamental completo 18,79 69,43 72,01
% de 18 a 20 anos com médio completo 12,36 41,05 59,47
IDHM Longevidade 0,704 0,748 0,828
Esperança de vida ao nascer (em anos) 67,23 69,89 74,67
IDHM Renda 0,548 0,636 0,713
Renda per capita 242,42 419,50 674,12

Fonte: Pnud, Ipea e FJP

RANKING

Itapejara D’Oeste ocupa a 993ª posição, em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil, sendo que 992 (17,83%) municípios estão em situação melhor e 4.573 (82,17%) municípios estão em situação igual ou pior. Em relação aos 399 outros municípios de Paraná, Itapejara D’Oeste ocupa a 78ª posição, sendo que 77 (19,30%) municípios estão em situação melhor e 322 (80,70%) municípios estão em situação pior ou igual.

POPULAÇÃO

Entre 2000 e 2010, a população de Itapejara D’Oeste teve uma taxa média de crescimento anual de 1,40%. Na década anterior, de 1991 a 2000, a taxa média de crescimento anual foi de 0,14%. No Estado, estas taxas foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,01% entre 1991 e 2000. No país, foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. Nas últimas duas décadas, a taxa de urbanização cresceu 53,52%.

População Total, por Gênero, Rural/Urbana e Taxa de Urbanização – Itapejara D’Oeste – PR
População População (1991) % do Total (1991) População (2000) % do Total (2000) População (2010) % do Total (2010)
População total 9.045 100,00 9.162 100,00 10.531 100,00
População residente masculina 4.620 51,08 4.611 50,33 5.262 49,97
População residente feminina 4.425 48,92 4.551 49,67 5.269 50,03
População urbana 3.909 43,22 4.961 54,15 6.987 66,35
População rural 5.136 56,78 4.201 45,85 3.544 33,65
Taxa de Urbanização 43,22 54,15 66,35

 

LONGEVIDADE, MORTALIDADE E FECUNDIDADE

A mortalidade infantil (mortalidade de crianças com menos de um ano) em Itapejara D’Oeste reduziu 51%, passando de 27,3 por mil nascidos vivos em 2000 para 13,2 por mil nascidos vivos em 2010. Segundo os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, a mortalidade infantil para o Brasil deve estar abaixo de 17,9 óbitos por mil em 2015. Em 2010, as taxas de mortalidade infantil do estado e do país eram 13,1 e 16,7 por mil nascidos vivos, respectivamente.

 
Longevidade, Mortalidade e Fecundidade – Itapejara D’Oeste – PR 1991 2000 2010
Esperança de vida ao nascer (em anos) 67,2 69,9 74,7
Mortalidade até 1 ano de idade (por mil nascidos vivos) 32,6 27,3 13,2
Mortalidade até 5 anos de idade (por mil nascidos vivos) 37,6 31,8 15,3
Taxa de fecundidade total (filhos por mulher) 3,0 2,3 1,8

Fonte: Pnud, Ipea e FJP

A esperança de vida ao nascer é o indicador utilizado para compor a dimensão Longevidade do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Em Itapejara D’Oeste, a esperança de vida ao nascer aumentou 7,4 anos nas últimas duas décadas, passando de 67,2 anos em 1991 para 69,9 anos em 2000, e para 74,7 anos em 2010. Em 2010, a esperança de vida ao nascer média para o estado é de 74,8 anos e, para o país, de 73,9 anos.

HABITAÇÃO

 
Indicadores de Habitação – Itapejara D’Oeste – PR 1991  2000 2010
% da população em domicílios com água encanada 80,00 89,73 93,23
% da população em domicílios com energia elétrica 92,70 99,02 100,00
% da população em domicílios com coleta de lixo *Somente para população urbana 79,02 95,14 98,93

Fonte: Pnud, Ipea e FJP

TRABALHO

Entre 2000 e 2010, a taxa de atividade da população de 18 anos ou mais (ou seja, o percentual dessa população que era economicamente ativa) passou de 69,37% em 2000 para 70,77% em 2010. Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação (ou seja, o percentual da população economicamente ativa que estava desocupada) passou de 8,29% em 2000 para 2,19% em 2010.

 
Ocupação da população de 18 anos ou mais – Itapejara D’Oeste – PR 2000 2010
Taxa de atividade – 18 anos ou mais 69,37 70,77
Taxa de desocupação – 18 anos ou mais 8,29 2,19
Grau de formalização dos ocupados – 18 anos ou mais 28,23 49,11
Nível educacional dos ocupados    
% dos ocupados com fundamental completo – 18 anos ou mais 34,59 52,14
% dos ocupados com médio completo – 18 anos ou mais 19,69 35,74
Rendimento médio    
% dos ocupados com rendimento de até 1 s.m. – 18 anos ou mais 57,60 26,42
% dos ocupados com rendimento de até 2 s.m. – 18 anos ou mais 81,10 76,65

Fonte: Pnud, Ipea e FJP

Em 2010, das pessoas ocupadas na faixa etária de 18 anos ou mais, 29,76% trabalhavam no setor agropecuário, 0,06% na indústria extrativa, 16,23% na indústria de transformação, 7,66% no setor de construção, 0,84% nos setores de utilidade pública, 12,73% no comércio e 26,57% no setor de serviços.

RENDA

A renda per capita média de Itapejara D’Oeste cresceu 178,08% nas últimas duas décadas, passando de R$242,42 em 1991 para R$419,50 em 2000 e R$674,12 em 2010. A taxa média anual de crescimento foi de 73,05% no primeiro período e 60,70% no segundo. A extrema pobreza (medida pela proporção de pessoas com renda domiciliar per capita inferior a R$ 70,00, em reais de agosto de 2010) passou de 18,25% em 1991 para 6,57% em 2000 e para 2,18% em 2010.

A desigualdade diminuiu: o Índice de Gini passou de 0,54 em 1991 para 0,54 em 2000 e para 0,49 em 2010.

 
Renda, Pobreza e Desigualdade – Itapejara D’Oeste – PR 1991 2000 2010
Renda per capita 242,42 419,50 674,12
% de extremamente pobres 18,25 6,57 2,18
% de pobres 50,35 24,79 7,40
Índice de Gini 0,54 0,54 0,49

Fonte: Pnud, Ipea e FJP